Grécia

domingo, fevereiro 17, 2013 Silvia Rodrigues 0 Comments


Grécia (em grego: Ελλάδα, Elláda), oficialmente República Helênica (português brasileiro) ou Helénica (português europeu), é um país europeu localizado na parte meridional dos Bálcãs e confina a norte com a República da Macedônia, com a Bulgária, e com a Albânia, a leste com a Turquia, quer em fronteir a terrestre, quer com fronteira marítima no mar Egeu, a sul com o mar Mediterrâneo e a oeste com o mar Jônico, pelo qual tem ligação com a Itália.
Localizada no sudeste da Europa, junto de Ásia e África, a Grécia é o berço de nascimento da democracia, da filosofia ocidental, dos Jogos Olímpicos, da Literatura ocidental e da historiografia, bem como da ciência política, e dos mais importantes princípios matemáticos, e também o berço de nascimento do teatro ocidental, incluindo os gêneros do drama, tragédia e o da comédia.

A Grécia é um país desenvolvido com graves problemas de ordem econômica. É membro da União Europeia desde 1981,membro da União Econômica e Monetária da União Europeia desde 2001, OTAN desde 1952, OCDE desde 1961, UEO desde 1995, membro fundador da Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro e membro da AEE desde 2005. Atenas é a capital; outras importantes cidades do país são Salónica, Pátras, Iráclio, Lárissa, Vólos, Ioannina, Cavalae Rhodes.
Fonte: wikipedia

Ilhas gregas
Uma visita à Grécia nunca estaria completa sem conhecer suas famosas ilhas. São mais de seis mil ilhas espalhadas no mar Egeu e Jônico, mas menos de 200 habitadas. Trata-se de um fenômeno único na Europa. São paisagens magníficas, onde o romantismo se junta à sofisticação dos cruzeiros, às praias paradisíacas e ao azul do mar. Uma combinação perfeita com as ótimas instalações dos hotéis, as boas condições climáticas e as pequenas distâncias entre as costas.
Há passeios saindo de Atenas com vários dias de duração, percorrendo as ilhas mais distantes ou de apenas um dia, que levam os turistas às regiões vizinhas.
As ilhas mais próximas de Atenas são as de Poros e de Hydra, sempre simpáticas e animadas. Mas as mais bonitas e interessantes ficam longe do continente. A melhor época para visitá-las é de abril a primeira quinzena de outubro. Entretanto, em julho e agosto, época das férias escolares, faz um calor excessivo, todas as ilhas estão entupidas de turistas e os preços disparam.

Mykonos: a mais famosa
É fácil chegar a Mykonos partindo de Atenas. Há saídas diárias de barcos dos dois portos da cidade (Pireus ou Rafina) para a ilha. Com o ferryboat, a viagem dura aproximadamente cinco horas. Já com os barcos rápidos o tempo cai para três horas. Há também voos regulares que levam apenas 45 minutos.
foto retirada de http://tubaraumradioshow.blogspot.com.br
Mykonos é uma mais famosa, procurada e badalada das ilhas gregas. Por isso, a mais cara. Mas o lugar é um paraíso, seja pelo charme de suas casas brancas, seja pela beleza da natureza. É a ilha preferida dos VIPs e intelectuais, que buscam um lugar para relaxar e desfrutar da agitada vida noturna.
A tradicional arquitetura da ilha foi bem preservada. No centro o que se vê é um labirinto de ruelas estreitas, de chão de pedra, boutiques elegantes e lojas sofisticadas.
É muito romântica e os restaurantes oferecem jantar a luz de velas. Mykonos é também um dos destinos favoritos da comunidade gay. Um território historicamente livre, em que há praias onde o topless e o nudismo são comuns.

Santorini: a mais bela
É considerada a mais espetacular ilha grega e tem como principal característica seus penhascos impressionantes. O passado trágico de erupções vulcânicas e abalos sísmicos construiu toda a beleza natural.
foto retirada de: http://www.cntraveller.com
A ilha se formou na cratera do vulcão e fica a 200km de Atenas. Os voos que partem da capital levam cerca de 40 minutos, mas a maioria dos turistas prefere ir de navio e apreciar a paisagem.
Com cerca de 75 km², Santorini tem várias pequenas cidades. A principal delas é Thera. As aldeias de casas brancas, os rochedos, as praias com areias escuras e o mar azul e transparente encantam os visitantes. Boa parte das casas fica pendurada nas encostas e as ruas são estreitas e intrigantes. Os cafés ao ar livre são um programa à parte.
Mas a mais bonita cidade é Oía. Considerada um cenário mágico durante o pôr-do-sol, que lentamente desce pelo penhasco. Cenário perfeito para o romance. A Praia de Perissa é uma das mais populares. As areias negras revelam a origem vulcânica. As praias, aliás, variam por toda a ilha. Algumas são de areia branca, outras de areia negra ou vermelha. Várias são de rochas e cascalho. Por isso, Santorini é fonte de inspiração e citada como “a ilha do reino perdido de Atlântida”, o continente que, por castigo divino, desapareceu sob as águas na literatura.
Fonte: http://www.revistaluademel.com.br

0 comentários: