Acre

sexta-feira, março 15, 2013 Silvia Rodrigues 0 Comments


Acre é uma das 27 unidades federativas do Brasil.[7] Está situado no sudoeste da região Norte e tem como limites os estados do Amazonas a norte, Rondônia a leste, a Bolívia a sudeste e o Peru ao sul e oeste.[8] Ocupa uma área de 164.123,040 km²,[9] sendo equivalente ao território da Tunísia.[10] Sua superfície equivale a menos de 2% do total do país.[11] É um dos estados menos povoados do Brasil e foi o último a ser efetivamente povoado.[11] Nele está o ponto extremo oeste do Brasil.[12] Sua capital é a cidade de Rio Branco.[13] Outras localidades importantes são: Cruzeiro do Sul,Feijó, Sena Madureira, Senador Guiomard e Tarauacá.[14]
Só em 1877 começaram a chegar no Acre — que na época era território boliviano — os primeiros colonizadores quase todos nordestinos em busca da borracha encontrada na Floresta Amazônica.[15] No final do século XIX, já havia na região 50 mil brasileiros.[11] Os seringueiros entraram em luta com as tropas para ocupar a região e, em 1903, sob a liderança dogaúcho Plácido de Castro, proclamaram o Estado Independente do Acre.[16] O governo brasileiro ocupou então militarmente a região e, em seguida, entrou em conversações diplomáticas com a Bolívia.[16] Como resultado, o Acre foi comprado pelo Brasil à Bolívia.[16]
Criado como Território Federal em 1904,[17] o Acre foi elevado à categoria de Estado em 1962.[18] A produção de borracha, que promoveu sua ocupação e seu desenvolvimento, entrou em decadência a partir de 1913.[19] Mas, ainda hoje, o Acre é um dos maiores estados brasileiros na produção e exportação de borracha (hévea-latex coagulado).[20]
Um planalto com altitude média de 200m domina grande parte do Acre.[21] Juruá, Tarauacá, Muru, Embirá e Xapuri são seus rios mais importantes.[21] A economia do Estado se baseia na extração da borracha e da castanha, na pecuária e naagricultura.[21] Com duas horas a menos em relação ao fuso horário de Brasília (DF), nela se localiza o último povoamento do Brasil a ver o sol nascer, na serra da Moa, na fronteira com o Peru. A intensa atividade extrativista, que atingiu o auge noséculo XX, atrai brasileiros de várias regiões para o estado. Da mistura de tradições sulistas, paulistas, nordestinas eindígenas surgiu uma culinária diversificada, que junta a carne-de-sol com o pirarucu, peixe típico da região, pratos regados com tucupi, molho feito de mandioca. O transporte fluvial, concentrado nos rios Juruá e Moa, a oeste do estado, e Tarauacá e Envira, a noroeste, é um dos principais meio de circulação, juntamente com a BR-364, que liga Rio Branco a Cruzeiro do Sul e que foi recentemente asfaltada e dotada de pontes onde antes existiam travessias por balsas.
Fonte Wikipédia

imagem semanacultural3ano.blogspot.com


imagem panoramio




0 comentários: